Entre em contato agora
+55 11-2976-8937
+55 11-97684-1015

Transformando crenças limitadoras

Um dos enganos mais comuns que incorremos é pensar que possibilidade e competência são a mesma coisa. Isso acontece porque quando não sabemos fazer algo pensamos que seja impossível. Só podemos conhecer nosso limite quando o provarmos. Vou contar um fato que ocorreu comigo:
 

Sempre tive uma vida sedentária e sempre fui avessa a atividades físicas. Por recomendação médica tive que fazer caminhadas. As primeiras vezes que tentei, consegui andar apenas meia quadra que dá aproximadamente cinquenta metros. Contei com o incentivo de meu filho e meu marido que me convidavam para caminhar com eles. Em retribuição aos seus cuidados, fui aumentando o percurso aos poucos, bem aos poucos. Depois comecei a acreditar que era possível fazer caminhadas mais longas, que eu era capaz e, sobretudo, que era merecedora de ter uma melhor qualidade de vida. Atualmente caminhar cinco quilômetros é relativamente fácil e creio que ainda posso ter melhor desempenho.
 

Quando acreditamos que não somos capazes de fazer algo, frequentemente por medo do fracasso, não consideramos nossa potencialidade. Não sou capaz é um exemplo de uma crença muito, muito, muito limitadora. Mude-a para: Ainda não atingi o limite da minha capacidade nesse quesito. Não perca tempo se vangloriando de suas supostas limitações. Use seu tempo para analisar o que te falta para alcançar e, quem sabe, ultrapassar seus limites e aferre-se a ele.
 

Só você pode saber se merece atingir seus objetivos. Só você tem a chave para abrir as portas da excelência em todos os aspectos da sua vida.

No próximo post vamos falar de um exercício que vai apoia-lo na difícil missão de substituição de crenças limitadoras por crenças facilitadoras. Até lá!